» » Sintomas de Taquicardia

Sintomas de Taquicardia

A taquicardia causa dores no peito, tonturas e desmaios, além de levar a um possível infarto ou um aumento no tamanho do coração.

É caracterizada pelo excesso ou rapidez dos batimentos cardíacos, acima de 100 batimentos por minuto. Pode ser causada por alguma lesão no miocárdio, infarto, doença de Chagas, cardiopatia alcoólica ou inflamação do miocárdio.

Tipos de Taquicardia

  • Instáveis: quando a pressão cai muito, colocando em risco a vida do paciente em alto risco;
  • Estáveis: quando não altera a pressão arterial, nível de consciência e nem causa falta de ar;
  • Monomórficas: quando tem inicio no mesmo local do ventrículo;
  • Polimórficas: quando tem varias origens.




Sintomas da Taquicardia

Taquicardia Ventricular

A taquicardia ventricular é quando um dos ventrículos perde o ritmo (parte inferior interna do coração). Pode ser causada por:

  • Lesão ou inflamação no miocárdio;
  • Infarto;
  • Doença de Chagas (inflamação causada por um parasita e transmitida por um inseto (barbeiro);
  • Cardiomiopatia alcoólica (transtorno no músculo do coração, causado por consumo excessivo de álcool).

Sintomas da Taquicardia Ventricular

  • Desmaio;
  • Tontura;
  • Sensação de morte que passa logo em seguida.

Taquicardia Supraventricular/Atrial

A taquicardia supraventricular ou atrial é quando o ritmo de um dos átrios desregula (parte superior interna do coração). Pode ser causada por:

  • Algumas substâncias tóxicas;
  • Ansiedade;
  • Desidratação;
  • Exercícios;
  • Falta de oxigênio no sangue;
  • Abstinência a drogas.



Taquicardia Sinusal

Ocorre quando o nódulo sinusal se torna hiperativo, ou seja, entra em atividade excessiva e os batimentos ultrapassam os 100 por minuto. Pode ser causada por:

  • Exercícios físicos;
  • Estresse
  • Dores;
  • Cafeína;
  • Fumo;
  • Alcoolismo;
  • Febre;
  • Alguns medicamentos;
  • Problemas na tireoide;
  • Anemia;
  • Hemorragias.

Geralmente não causa grandes alterações no corpo, aliviando logo que o problema acabar.

Taquicardia Pode Matar?

A taquicardia pode matar, mas existem tratamentos para todas as suas formas, o que aumenta a chance de vida do paciente.

Em casos de taquicardia sinusal e atrial, os riscos de morte são menores e os tratamentos mais leves, mas na taquicardia ventricular as chances são maiores e os tratamentos mais invasivos.

Taquicardia – Como Tratar

Os tipos menos graves de taquicardia, como a sinusal e a atrial, podem ser tratados com medicamentos que regulam o ritmo cardíaco. Já a taquicardia ventricular, assim como as outras formas mais graves, pode necessitar de tratamentos mais invasivos, como choques elétricos, que têm como objetivo colocar o coração no ritmo certo.

Atualizado em: 16/03/2017 na categoria: Doenças Cardíacas