» » Sintomas de Prisão de Ventre – Como Tratar?

Sintomas de Prisão de Ventre – Como Tratar?

A prisão de ventre ou constipação é muito comum durante a gravidez e em bebês e pode vir acompanhada de gases. O tratamento da prisão de ventre inclui mudanças de hábitos alimentares, ingestão de mais água, fibras e, em casos mais severos, uso de medicamentos laxantes ou mesmo cirurgia.

A prisão de ventre causa inchaço abdominal, fezes ressecadas e dor ao defecar. Ela acontece quando os movimentos do intestino tornam-se menos frequentes ou tem pouca intensidade.

Um quadro de prisão de ventre é diagnosticado quando o paciente evacua apenas uma ou duas vezes por semana e ainda assim precisa fazer muito esforço para defecar.

Algumas causas da prisão de ventre incluem:

  • Sedentarismo;
  • Beber pouca água;
  • Estresse;
  • Uso excessivo de laxantes;
  • Resistir à vontade de defecar;
  • Mudanças na alimentação;
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Cólon obstruído (maior parte do intestino grosso);




Prisão de Ventre na Gravidez

A prisão de ventre é comum na gravidez. Conforme o útero vai se expandindo, vai comprimido o reto e então o canal por onde as fezes são liberadas fica obstruído.

Além disso, os hormônios da gravidez também deixam o trânsito dos alimentos pelo aparelho digestivo mais lento. O uso de suplementos que contêm ferro também pode contribuir para o surgimento do problema.

A prisão de ventre não representa maiores riscos na gravidez e pode ser aliviada com a ingestão de alimentos que contêm mais fibras (pães, cereais integrais, ameixa, mamão) e muita água, no mínimo 2 litros por dia.

É importante também não segurar a vontade de evacuar e ir ao banheiro sempre que sentir vontade.

Prisão de Ventre em Bebês

Os bebês que apenas mamam raramente sofrem de prisão de ventre. Quando outros alimentos ou fórmulas artificias são incluídos na dieta, a prisão de ventre pode surgir com os seguintes sintomas:

  • Dor de barriga e irritabilidade que passa depois do bebê fazer cocô;
  • Fezes em forma de bolinhas, duras e ressecadas;
  • Barriga inchada e com gases;
  • Sangue nas fezes, que pode vir de rachaduras no ânus provocadas pela passagem do cocô ressecado;
  • Apenas uma pequena quantidade de cocô líquido que consegue passar pelas fezes que estão ressecadas e que não conseguem sair.

Algumas medidas simples podem ajudar no alívio do problema, como massagear a barriga do bebê, tirar da alimentação algum alimento que possa estar causando a prisão de ventre, dar bastante água e deixar uma ameixa de molho em 1 copo d’água e dar o caldo para a criança beber.

Prisão de Ventre com Gases

O acúmulo de gases no organismo pode ser provocado pela prisão de ventre e causar ainda mais inchaço abdominal.

Nesse caso, o uso de remédios para eliminar os gases, como Luftal, pode ajudar a aliviar o sintoma incômodo.


Prisão de Ventre Crônica

A prisão de ventre crônica é aquela que dura muito tempo, meses ou mesmo anos. Geralmente, a prisão de ventre crônica é causada por tendência genética ou mesmo pelo uso exagerado de laxantes/certos medicamentos.

Seu tratamento deve ser feito com um médico, pois apesar de não ser uma doença grave pode causar complicações.

Prisão de Ventre com Sangue

Alguns traços de sangue podem estar presentes nas fezes de quem tem prisão de ventre devido a fissuras anais provocadas pela passagem das fezes duras e ressecadas.

Sangue vermelho vivo nas fezes pode ser sinal de lesão no intestino, condição que precisa ser examinada pelo médico o quanto antes.

Prisão de Ventre – Tratamento

O tratamento da prisão de ventre, na maioria dos casos, é feito com mudanças no estilo de vida, como comer mais fibras, praticar exercícios físicos e beber bastante líquido.

Algumas receitas caseiras também podem ajudar a combater o intestino preso, como:

  • Vitamina de mamão com ameixa;
  • Suco de linhaça e mamão.

Veja também: Remédios Naturais Mais Eficazes contra a Prisão de Ventre!

Nos casos mais sérios, pode ser necessário o uso de laxantes, como Lactopurga.

O que Comer?

Em casos de prisão de ventre, é indicado comer:

  • Fibras, presentes em sementes, vegetais, cereais integrais, nozes, avelãs e amêndoas;
  • Frutas: mamão, melão, melancia, laranja e ameixa;
  • Iogurte natural;

O que Evitar?

  • Uso de laxantes;
  • Frutas como goiaba e jabuticaba;
  • Massas brancas, farinha, batata ou chocolate.




Prisão de Ventre e Fibras

As fibras têm um papel muito importante na prisão de ventre, pois se misturam ao bolo fecal, amolecendo as fezes. 

Mas isso só acontece quando são associadas ao consumo de água, pois ela também amolece as fezes, além de lubrificar o intestino.

Ingerir fibras demais ou sem beber água acaba piorando a doença, pois as fezes não amolecem, o intestino não lubrifica e o paciente acaba sentindo dores abdominais e ao defecar.

Atualizado em: 23/05/2018 na categoria: Doenças no Estômago