» » Sintomas de Labirintite

Sintomas de Labirintite

A labirintite é marcada pela falta de equilíbrio, tontura, perda da audição e sensação de pressão no ouvido. Ainda podem ocorrer:

  • Secreções saindo do ouvido;
  • Enjoos;
  • Vômitos;
  • Suor excessivo;
  • Alterações gastrointestinais;
  • Zumbidos;
  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Queda de cabelo.

Os sintomas da labirintite costumam ser mais intensos durante os quatro primeiros dias e podem ir regredindo até desaparecerem completamente em torno de três semanas.

O problema é que a labirintite pode ficar indo e voltando ao longo de meses ou mesmo anos, tornando-se crônica, e evoluir para uma forma grave da doença, onde a pessoa dificilmente consegue ficar de pé devido a forte tontura e pode perder completamente a audição.

Sobre a Labirintite

É uma doença que afeta a audição e o equilíbrio.

Recebe esse nome porque é uma infecção ou inflamação do labirinto, parte do ouvido constituída pela cóclea e pelo vestíbulo, responsáveis tanto pelo equilíbrio do corpo como pela audição.



O que Causa a Labirintite?

A labirintite é causada por uma inflamação ou infecção do labirinto por vírus ou bactérias. O distúrbio manifesta-se, geralmente, depois dos 40 ou 50 anos, resultante de alterações vestibulares (que afetam o equilíbrio do corpo) e metabólicas.

Até mesmo gripes e resfriados podem resultar em labirintite, se os vírus atingirem o labirinto. Além disso, pode ser causada por:

  • Uso de certos medicamentos (aspirina e antibióticos em geral);
  • Estresse;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas ou estimulantes, como o café;
  • Gripes, viroses, sarampo e outras infecções virais;
  • Infecções bacterianas, com a meningite;
  • Doenças metabólicas ou crônicas como diabetes, hipertensão, colesterol alto, disfunções da tireoide;
  • Doenças neurológicas e tumores cerebrais;
  • Alergias;
  • ATM (Disfunção da Articulação Têmporo-mandibular).

Labirintite Emocional

Como o próprio nome já diz, a labirintite emocional, além de apresentar os sintomas típicos da doença, também apresenta sintomas emocionais, como estresse, ansiedade, angústia, tristeza, e outros sentimentos relacionados com a depressão motivada pela doença.

Como Saber se Tenho Labirintite?

É preciso estar atento aos sintomas iniciais, que são, geralmente, tontura, dificuldade de se equilibrar e fortes enjoos.

A consulta com o médico é fundamental, e ele poderá pedir alguns exames como tomografia, eletroencefalograma e ressonância magnética para avaliar a atividade cerebral do indivíduo e visualizar melhor o labirinto.

Exames físicos também poderão ser feitos, como testes de movimentos da cabeça e de equilíbrio para avaliar o paciente e diagnosticar a labirintite.

Labirintite tem Cura?

A labirintite pode ser tratada e, em alguns casos, ser curada completamente. Algumas pessoas desenvolvem a forma crônica ou grave da doença e infelizmente devem conviver pelo resto da vida com a doença.

Tratamento para Labirintite

  • Seu tratamento deve ser indicado por um otorrinolaringologista;
  • A labirintite viral não precisa de tratamento específico, enquanto a labirinte bacteriana é tratada com antibióticos;
  • O tratamento também envolve fisioterapia, a chamada terapia de reabilitação vestibular, para que o paciente consiga uma boa qualidade de vida nos casos crônicos da doença;
  • É necessário se atentar à dieta equilibrada, evitando alimentos industrializados e ricos em açúcar, pois podem desencadear uma crise;
  • Quando a labirintite é emocional, a terapia com um psicólogo ou psiquiatra é fundamental para que o paciente aprenda a evitar o estresse e a ansiedade.

Remédios para Tratar Labirintite

Antibióticos podem ser prescritos pelo médico para tratar a infecção, como a amoxicilina. Outros medicamentos são utilizados no tratamento:

  • Antieméticos (remédios para enjoo) como a metoclopramida;
  • Corticoides, como a prednisolona, para diminuir o desconforto do paciente e ajudar a combater a infecção;
  • Benzodiazepínicos, para reduzirem a atividade cerebral e reduzirem os sintomas;
  • Vertix (vasodilatador);
  • Dimenidrinato (enjoos);
  • Prometazina (antialérgico, remédio para enjoo e induz o sono);
  • Meclin (enjoos).

O que Fazer Durante uma Crise de Labirintite?

  • Procure se acalmar e se deitar para evitar quedas, longe de muita luminosidade e de barulhos altos;
  • Não dirija sob hipótese!

Se os sintomas persistirem, não hesite em procurar um médico!


Tratamento Natural para Labirintite

O chá de Gingko Biloba é uma ótima receita para aliviar os sintomas da labirintite, pois melhora a circulação sanguínea:

  • Esmague 5 folhas secas de Gigko Biloba com um pilão e despeje os pedacinhos em uma xícara com água fervente. Tampe por alguns minutos, espere esfriar e coe. Você pode tomar o chá de 2 a 3 vezes ao dia.

O chá de gengibre também ajuda no tratamento!

Como Evitar Crises de Labirintite

  • Evitar barulhos muito altos;
  • Evitar ambientes muito iluminados;
  • Não se mover rapidamente;
  • Evitar cinema, filmes em 3D, queimas de fogos de artifício;
  • Não ingerir álcool;
  • Não fumar;
  • Controlar o colesterol, triglicerídeos e glicemia;
  • Manter uma alimentação saudável;
  • Praticar atividade física;
  • Ingerir muita água;
  • Evitar bebidas gaseificadas ou estimulantes, como chá preto, café ou coca-cola;
  • Evitar o estresse e a ansiedade;
  • Evitar o salto alto.

Atualizado em: 23/05/2018 na categoria: Doenças na Cabeça