Home » Doenças de Pele » Íngua – O que Pode ser? Quando se Preocupar?

Íngua – O que Pode ser? Quando se Preocupar?

Ínguas no pescoço, virilha, axila e maxilar são comuns e não costumam representar perigo. Uma íngua surge devido a inflamações e infecções, como viroses e pelos encravados e pode estar associada ao uso de desodorantes aerossóis ou outros produtos de higiene íntima que causam alergias ou irritações.

As ínguas, que são geralmente doloridas, também costumam surgir atrás da orelha, garganta, nuca, cabeça e debaixo do braço. Uma íngua sem dor e que não para de crescer merece atenção, pois pode ser sinal de câncer.

O que é uma íngua?

As ínguas são caroços doloridos que surgem sobre a pele devido ao aumento de tamanho dos gânglios linfáticos, acompanhados de vermelhidão e aumento da temperatura no local, que pode ser na nuca, atrás da orelha, axila, virilha ou outras partes do corpo, podendo causar febre.

Os gânglios são nódulos presentes no sistema linfático cuja função é filtrar a linfa – o líquido formado por proteínas e lipídios (gorduras) produzido pelo sangue para transportar os glóbulos brancos (responsáveis pela defesa do organismo) pelos vasos linfáticos.

Quando esses gânglios sofrem alguma alteração devido a uma inflamação, infecção, alergia, crescimento anormal de tecidos ou tumores, eles não conseguem desempenhar suas funções corretamente e então ficam inchados e doloridos, formando as ínguas.

Leia também:

Íngua na virilha




Uma íngua na virilha pode ser causada por:

  • Pelos encravados;
  • Irritação por atrito;
  • Alergia a tecidos, medicamentos e produtos de higiene íntima;
  • DST’s, como a herpes, clamídia, gonorreia e sífilis. Nesses casos, a íngua pode vir acompanhada de secreção;
  • Lipomas (crescimento do tecido gorduroso no local que não apresenta perigo);
  • Doenças reumáticas;
  • Leucemia (câncer no sangue);
  • Linfoma (câncer no sistema linfático – raro).

Se a íngua não desaparecer dentro de 3 semanas, ficar mais aparente ou mais consistente, é preciso consultar o médico para que ele avalie o caso.

Íngua na axila

As causas mais prováveis do surgimento de uma íngua na axila, debaixo do braço, são pelos encravados e uso de desodorantes aerossóis que podem provocar uma reação alérgica/inflamatória e a depilação com cera ou aparelho de barbear.

Outras causas para as ínguas na axila incluem:

  • Cistos;
  • Infecções por bactérias e vírus;
  • Alergias e reações de vacinas;
  • Lipomas (crescimento do tecido gorduroso no local que não apresenta perigo);
  • Fibroadenoma (crescimento do tecido fibroso no local que não apresenta perigo);
  • Câncer de mama;
  • Leucemia (câncer no sangue);
  • Linfoma (câncer no sistema linfático – raro).

Íngua atrás da orelha

A íngua atrás da orelha pode ser causada por:

  • Inflamações e infecções que atingem os gânglios linfáticos, não apresentando perigo algum;
  • Infecções de ouvido;
  • Infecções do couro cabeludo;
  • Amigdalite (infecção das amígdalas);
  • Sífilis e sífilis secundária;
  • Hipertireoidismo e outras doenças da tireoide;
  • Leucemia (câncer no sangue);
  • Linfoma (câncer no sistema linfático – raro).

Íngua no maxilar, mandíbula e queixo





Uma íngua dolorida no maxilar, mandíbula ou queixo também não representa nada de grave na maioria das vezes, é apenas um linfonodo que aumentou devido a algum processo inflamatório ou infeccioso, como infecção de garganta ou abscesso dentário. Até depois da infecção já ter passado ela pode persistir, tornando-se uma cicatriz.

É preciso se preocupar e procurar um médico se a íngua não dói e se a sua massa aumenta progressivamente.

Ínguas – Quando se preocupar?




Em geral, não é preciso se preocupar muito quando uma íngua surge. Ela pode ser um sintoma de uma inflamação/infecção leve no corpo e costuma desaparecer sozinha ou com tratamento simples. Pode durar de 3 até 30 dias.

Mas se o caroço para de doer e não diminui ao passar do tempo, pode ser sinal de algo mais grave e nesses casos uma avaliação pelo médico é necessária (endocrinologista, dermatologista, alergista, infectologista ou clínico geral).

Muitas pessoas se assustam e acham que o aparecimento de qualquer íngua no corpo é sinônimo de câncer, mas isso não é verdade. O linfoma (câncer do sistema linfático) que também pode causar ínguas manifesta-se através de caroços indolores e que não param de crescer, enquanto as ínguas normais apresentam vermelhidão e dor ao redor delas, e costumam desaparecer com o tempo.

 

Atualizado em: 13/11/2018 na categoria: Doenças de Pele, Doenças Inflamatórias