» » Enxaqueca: O que Causa? Tem Cura? Como Aliviar?

Enxaqueca: O que Causa? Tem Cura? Como Aliviar?

A enxaqueca é uma dor de cabeça pulsante de origem neurológica que pode vir com aura visual. Os sintomas da enxaqueca incluem dor de cabeça forte e/ou constante, tonturas, enjoos, vômitos, sensibilidade à luz ou aos sons. Em crises mais fortes podem surgir características secundárias como incômodo à luz, enjoos ou vômitos.

A enxaqueca é causada pela contração e dilatação dos vasos sanguíneos que provocam a dor de cabeça pulsante. Ela surge, geralmente, em um dos lados ou no centro da cabeça. A enxaqueca atinge, principalmente, pessoas com idades entre 25 e 45 anos.




Enxaqueca com Aura

O principal sintoma deste tipo específico de enxaqueca é a aura visual. A enxaqueca com aura apresenta pontos negros ou pontos de luz brilhantes na visão, perda temporária da visão periférica, adormecimento de uma parte do corpo e na língua, dentre outros sintomas neurológicos antes da dor de cabeça surgir, que duram de 15 a 60 minutos.

A aura também pode ocorrer durante uma crise de enxaqueca, após a dor de cabeça já ter passado ou mesmo vir sozinha sem dor alguma.

A enxaqueca com aura não costuma aparecer sempre. Seus episódios são pontuais e uma nova crise pode demorar meses para ocorrer novamente.

Nos três primeiros meses de gravidez a enxaqueca com aura costuma piorar, mas depois tende a normalizar após esse período.

Raramente uma crise de enxaqueca com aura pode evoluir para um AVC – Acidente Vascular Cerebral. Mesmo assim, pacientes com enxaqueca com ou sem aura devem evitar a todo custo a ingestão de bebidas alcoólicas, o tabagismo e o uso de anticoncepcionais que podem contribuir para um derrame ou mesmo piorar as crises de dor.

A enxaqueca com aura pode evoluir e se transformar em enxaqueca crônica.

Enxaqueca Crônica

Enxaqueca crônica é mais frequente ou até mesmo constante, quando a dor de cabeça é sentida todos os dias. É importante destacar que as dores crônicas são mais fracas do que as mais fortes, que passam com maior facilidade.

Um dos principais motivos para que uma enxaqueca passe a ser crônica é o abuso de analgésicos, álcool, cigarro e anticoncepcionais. Os principais sintomas da enxaqueca crônica são as dores de cabeça que duram de 15 dias a 3 meses.

A enxaqueca crônica pode ser tratada com medicamentos antidepressivos e anticonvulsivantes, como Amitriptilina e Topiramato, que previnem as dores quando tomados diariamente.

Enxaqueca Aguda

A enxaqueca aguda caracteriza-se por dores de cabeça muito fortes que podem durar entre 3 horas e 3 dias. Seus sintomas são:

  • Dor de cabeça forte;
  • Enjoos;
  • Vômito;
  • Fotofobia (incômodo com a luz);
  • Fonofobia (incômodo com o som);
  • Visão embaçada;
  • Estresse;
  • Dificuldade de concentração;
  • Tonturas;
  • Tensão muscular.

A dor pode ocorrer em diversos lugares da cabeça e por isso alguns indivíduos tendem a se preocupar se estão mesmo com uma crise de enxaqueca aguda ou algo mais sério.

A enxaqueca aguda pode ser tratada com analgésicos, como Advil, Cefalium e Neosaldina.

Enxaqueca na Gravidez

Sentir dor de cabeça de vez em quando durante a gravidez é normal, mas as crises de enxaqueca devem ser levadas a sério. A enxaqueca com aura na gravidez pode piorar durante os 3 primeiros meses, mas tendem a melhorar após esse período.

A enxaqueca crônica – persistente, pode ser tratada com alguns medicamentos específicos, como Imigran e Sumax (Sumatriptana), Zomig (Zolmitriptana) ou Naramig (Naratriptana). Esses medicamentos não devem, de forma alguma, ser utilizados sem prescrição médica.

A dor de cabeça na gravidez pode estar ligada à eclâmpsia ou pré-eclâmpsia, condições que podem ser fatais para o bebê, portanto, consulte o seu médico se estiver sofrendo com dores de cabeça durante a gestação que aparentemente não são normais.



Enxaqueca tem Cura?




Como é uma doença neurológica, a enxaqueca não tem cura definitiva, mas o tratamento adequado pode eliminar completamente os sintomas e proporcionar ao paciente uma boa qualidade de vida.

Alimentação Diária para Prevenir a Enxaqueca

  • Arroz;
  • Frutas;
  • Queijos, nozes e iogurte;
  • Peixes e carnes magras;
  • Verduras;
  • Leite desnatado
  • Grãos, cereais e pão integral.

Alimentos Contraindicados em Casos de Enxaqueca:

  • Macarrão instantâneo;
  • Temperos e caldos prontos;
  • Biscoitos salgados e salgadinhos;
  • Embutidos;
  • Defumados;
  • Sorvetes, refrigerantes e gelatinas.

Atualizado em: 23/05/2018 na categoria: Doenças na Cabeça