» » Sintomas de Disfunção Sexual Feminina

Sintomas de Disfunção Sexual Feminina

Os sintomas da disfunção sexual feminina se apresentam como falta de libido, ausência de lubrificação vaginal durante o sexo e outros transtornos que incluem dor na vagina ao ser tocada e não conseguir chegar ao orgasmo.

Tipos de Disfunção Sexual Feminina

Existem vários subtipos de disfunções sexuais femininas, classificados em quatro grupos, de acordo com os sintomas que apresentam, são eles:

Sintomas de Baixo Desejo Sexual

  • Pouca ou nenhuma libido;
  • Desejo sexual hipoativo (DSH) – total falta de interesse pelo sexo.

Sintomas de Frigidez – Transtorno de Excitação Sexual

  • A mulher é incapaz de manter a excitação e a lubrificação durante o ato sexual.




Sintomas dos Transtornos Orgásticos

  • A mulher apresenta dificuldade em chegar ao orgasmo;
  • Anorgasmia – a mulher não consegue atingir o orgasmo.

Sintomas dos Transtornos de Dor Sexual

Neles a mulher sente dor durante a estimulação e o contato vaginal e também durante o ato sexual. São classificados em:

  • Vaginismo: contração involuntária dos músculos próximos à vagina que impedem a penetração do pênis, dedos ou qualquer outro objeto;
  • Dispareunia: dor genital durante o ato sexual;
  • Aversão sexual ou fobia: pânico e repulsa diante do ato sexual ou de quaisquer outras situações que remetam a relações sexuais.

Sobre a Disfunção Sexual Feminina

A disfunção sexual feminina é caracterizada por problemas que ocorrem durante algumas fases do ciclo de resposta sexual da mulher (excitação; platô: aumento da excitação pré-orgasmo; orgasmo; e resolução – recuperação do corpo) que a impedem de chegar ao prazer durante a relação sexual.

O que Causa a Disfunção Sexual Feminina?

Alguns problemas podem afetar diretamente o desejo sexual da mulher, como:

  • Uso de certos medicamentos, como anticoncepcionais, antidepressivos e medicamentos hormonais;
  • Insegurança, ansiedade em excesso e falta de autoestima;
  • Menopausa;
  • Fatores sociais, como educação sexual rígida ou falta de conhecimento sobre o próprio corpo e sobre sua própria sexualidade;
  • Diabetes;
  • Depressão;
  • Doenças neurológicas;
  • Problemas no coração;
  • Uso de drogas e álcool.



Frigidez Feminina – O que Fazer?

A disfunção sexual feminina tem tratamento e pode ser combatida com diversas especialidades, desde a psicoterapia até o tratamento com medicamentos.

Medidas a serem tomadas:

  • No caso de doenças subjacentes, como diabetes e depressão, é fundamental tratar a raiz do problema;
  • A terapia com psicólogo ou psicanalista é indicada nos casos de baixa autoestima, transtornos da sexualidade e ansiedade em excesso;
  • Tratamento com medicamentos hormonais à base de estrogênio ou testosterona podem devolver a lubrificação e a libido à mulher;
  • O uso de lubrificantes pode ajudar na hora do sexo se o problema é apenas a falta de lubrificação.

O que importa mesmo é não se prostrar diante da situação: liberte-se do que te prende e procure o tratamento adequado para o seu caso, seja ele orgânico ou psicológico!

Atualizado em: 18/05/2018 na categoria: Doenças Ginecológicas