» » » Sintomas da Coqueluche

Sintomas da Coqueluche

A coqueluche afeta a traqueia e os brônquios e pode causar sintomas como febre, tosse forte e seca, olhos lacrimejantes, espirros e corrimento pelo nariz, sendo facilmente confundida com uma gripe, em sua fase inicial. A doença atinge a garganta e é causada pela bactéria Bordetella pertussis.

A doença ocorre principalmente em crianças e idosos, podendo levar a várias complicações pulmonares, neurológicas, hemorragias e desidratações.

É preciso tomar cuidado quando bebês menores de seis meses contraem a coqueluche, pois neles é mais fácil que a doença progrida para formas graves, causando desidratação, pneumonia, convulsões, lesão cerebral e até mesmo a morte.

Fases da Coqueluche

Fase Inicial – Catarral

Apresenta sintomas leves, semelhantes aos de uma gripe comum.

Fase Aguda

A fase aguda da coqueluche é caracterizada por crises de tosse que forçam o paciente, ao final, a fazer uma inspiração prolongada. Também podem ocorrer:

  • Vômitos constantes, impedindo o paciente de respirar, se alimentar e ingerir líquidos.



Convalescença – Recuperação

Nessa fase, as crises de tosse são interrompidas e ela volta ao estágio inicial, como uma tosse comum.

Transmissão da Coqueluxe

O contágio da coqueluxe acontece através do contato com gotículas da saliva provenientes da tosse de um paciente infectado, da sua respiração ou da fala, ou mesmo através de objetos contaminadas, principalmente na fase catarral.

Prevenção da Coqueluxe

A vacina contra a coqueluxe é chamada de DPT e é indispensável para as crianças. Além disso, ela ainda protege contra o tétano e contra e a difteria. Pessoas que já contraíram a coqueluche também ganham imunidade contra a doença.

Atualizado em: 18/05/2018 na categoria: Doenças Infecciosas, Doenças Respiratórias