» » Sintomas da Catapora (Varicela) – Quanto Tempo Dura?

Sintomas da Catapora (Varicela) – Quanto Tempo Dura?

Os sintomas da catapora duram aproximadamente 10 dias e incluem manchas, bolhas e feridas com coceira na pele, nas mucosas e no couro cabeludo. A catapora também pode causar febre, dor de cabeça, além de:

Sintomas da Catapora Infantil

A catapora se manifesta com os mesmos sintomas em crianças e adultos, diferenciando-se apenas em sua gravidade, que é mais leve na infância.

Sintomas da Catapora na Gravidez

Os sintomas de catapora na gravidez também são os mesmos, mas há risco de complicações para a mãe e o bebê, entre elas:

  • Pneumonia e problemas no fígado (para a mãe)
  • Síndrome da varicela congênita: há poucas chances, mas o bebê poderá nascer com manchas na pele, microcefalia, membros com malformação, problemas neurológicos ou na visão;
  • Aborto espontâneo.

Sintomas da Catapora em Bebês

A catapora em bebês também apresenta os mesmos sintomas usuais da infecção: manchas e feridas na pele, coceira, febre, indisposição e todos os outros sintomas já citados.

O que é a Catapora?

Também chamada de varicela, a catapora é uma doença de fácil transmissão e altamente infecciosa, provocada pelo vírus varicela-zóster que integra a família do herpes-vírus, responsável também pelo herpes zóster, vulgarmente conhecida como cobreiro, em adultos.

Catapora – Transmissão



O contágio ocorre por meio do contato com o líquido da bolha ou também por meio das gotículas de saliva contaminadas que escapam ao espirrar ou tossir. As pessoas que estão infectados e que ainda não mostram os sintomas da doença também podem transmiti-la.

A mãe doente também pode transmitir o vírus para o bebê através da placenta e da amamentação. Tocar em partes contaminadas também possibilita a transmissão do vírus.

Quando alguém é acometido pela doença, a catapora leva de 10 até 21 dias para se manifestar. As pessoas poderão transmitir o vírus a partir de um ou até dois dias anteriores aos dias em que a doença irrompe no corpo. Elas ficam contagiosas no período em que as bolhas encrostadas estão ainda presentes.

Tratamento da Catapora



  • É baseado simplesmente em aliviar os sintomas, já que se trata de um vírus e cabe ao sistema imunológico gerar anticorpos para combatê-lo;
  • Podem ser utilizados medicamentos antitérmicos, para baixar a febre, anti-histamínicos, para aliviar a coceira e, em alguns casos, antivirais;
  • Não é recomendado usar medicamentos com ácido acetilsalicílico ou ibuprofeno;
  • O mais importante mesmo é ter cuidado para não contaminar as feridas na pele, o que pode causar infecções por bactérias e agravar o quadro. Mantenha as unhas cortadas e não coce a pele de forma alguma.

Possíveis Complicações

A catapora pode resultar em:

  • Pneumonite viral (acontece mais em crianças acima de 12 anos e adultos);
  • Infecção disseminada pelo corpo, problemas no sistema nervoso central, encefalite, entre outras complicações em pacientes com o sistema imunológico comprometido;
  • Herpes Zóster ou cobreiro – quando alguém tem catapora e fica curado, o vírus permanece adormecido no corpo e pode se manifestar novamente após muito tempo, em forma dessa doença;
  • Otite (infecção ou inflamação no ouvido);
  • Sinusite.

Há ainda um quadro mais grave em adultos: o vírus pode migrar para órgãos vitais como cérebro e pulmões e causar febre, vômito, dor de cabeça e convulsões, deixando sequelas que podem resultar em paralisia e outros distúrbios do movimento.

Como Prevenir a Catapora

  • Vacinação (tetra viral): em crianças a partir de 1 ano e 3 meses de idade que já tenham tomado a tríplice viral. A dose de reforço da vacina é dada com 4 e 6 anos de idade;
  • Vacinação em adolescentes e adultos com baixa imunidade ou que passarão por tratamentos de quimioterapia e radioterapia;
  • Evitar ficar em ambientes fechados e entrar em contato com pacientes que apresentam as lesões na pele.

Atualizado em: 02/06/2017 na categoria: Doenças Infecciosas